Vou amar-te para sempre

De acordo com um estudo conduzido pela Universidade Stony Book de New York, o amor pode durar para sempre e podemos estar, completamente apaixonados por alguém, após décadas de casamento.

O estudo refere ainda, caso a paixão inicial tenha desaparecido, é possível o casal reacender novamente a chama, e voltar a apaixonar-se, como no início da relação.

Eu concordo com este estudo, parece-me muito viável, só nos estamos a esquecer; que a rotina, o trabalho, os filhos e tudo o que vai aparecendo, vai colocando a relação em vigésimo plano.

Admiro os casais que conseguem ter um dia por semana para irem jantar fora, ou viajarem juntos frequentemente, para manter a chama acesa.

De vez em quando, lá conseguimos tirar um fim-de-semana só os dois. Às vezes, a logística familiar é tão complicada, que só de pensar nisso, fico logo com vontade em desistir. E quando não é a logística, são os sentimentos de culpa por deixar os filhos. Desculpas e mais desculpas!

O mais giro é quando estamos finalmente sós, é maravilhoso, mas rapidamente voltamos à rotina.

Espero mesmo que o amor dure para sempre, por isso temos de deixar de ser tão preguiçosos.

Sweet kisses

Maria

0