Tiro o meu chapéu a todas as mães solteiras do mundo

Esta semana, o meu marido foi numa viagem de trabalho durante quatro dias. O que significa que fiquei sozinha com os miúdos. Como os meus filhos têm nove e seis anos, não tem sido muito complicado. No entanto, é só uma pessoa a tratar de toda a logística, com exceção de os ir buscar à escola, pois os avós ajudam nessa parte. De qualquer forma sai do corpinho e quando dou por mim, são dez da noite e já estou podre. Nem me dou ao luxo, de ligar a televisão para ver uma série e ficar dormente. Só quero dormir!!!

Quando penso nas mães solteiras, por opção ou porque a vida assim quis, dou tanto valor a estas mulheres. Tomam conta dos filhos 365 dias por ano, sem pausas, tratam deles, pagam todas ou a maioria das contas e o mais difícil é que todas as decisões passam apenas por uma pessoa. Não há folgas, nem dá para dizer “fica agora com o bebé, para eu dormir”… Estas mulheres são umas valentes.

Tenho a maior admiração por estas Super Mães e este texto é um miminho para elas.

Sweet kisses

Maria

0