Não sei como é que ainda não ficámos doidas?

Ainda não descobri se somos, nós mulheres, que colocamos a fasquia tão alta, ou se é a própria sociedade.

Sinto que temos de ser tudo:

  • Temos que ser boas mães.
  • Temos de ser boas esposas.
  • Temos de ter um corpo espetacular.
  • Temos de estar sempre arranjadas.
  • Temos de ter as unhas pintadas.
  • Temos que estar sempre na moda.
  • Temos de estar sempre a sorrir.
  • Temos de ser boas profissionais.
  • Temos de estar sempre com boa cara.
  • Temos de ser inteligentes.
  • Temos de ser cultas.
  • Temos de ser boas amigas.
  • Temos de ser boas donas de casa.
  • Temos de atenciosas.
  • Temos de nos manter jovens.
  • Temos de dar amor, amizade, carinho à nossa família.
  • Temos de estar sempre disponíveis.

Como mulher, sei que é impossível cumprir com todas as expectativas que o Mundo tem para nós. O pior é que, quando falhamos em algo da lista acima, sentimo-nos culpadas e frustradas. Porque é que fazemos isso a nós próprias? Porque é que queremos tanto agradar os outros? O que é que interessa o que os outros pensam?

Fazemos o melhor que podemos, e isso é mais que suficiente. Agora que cheguei aos quarenta anos, já consigo lidar com as minhas emoções, por não corresponder aos ideais dos outros. Não digo que, por vezes, não tento esforçar-me para fazer tudo, mas sempre que faço isso, no final do dia estou de rastos. E para quê?

O ideal, é fazer o que é melhor para nós e o que nos faz mais felizes!!!

Sweet kisses

Maria

0