Mães à solta/Bad Moms

O filme “Mães à Solta/Bad Moms”, é sobre mães que querem ser perfeitas. Na busca pela perfeição, as progenitoras perdem a identidade, para corresponder à expectativa dos filhos e da sociedade. Ficam desleixadas, deixam de elas próprias e fazem tudo para agradar os filhos.

Identifiquei-me tanto com estas mães. Claro que o filme leva a maternidade ao exagero, mas e se deixássemos de tentar ser perfeitas e passássemos a ser más mães (ou se calhar boas mães?).

Para isso teríamos de deixar de:

– Ajudar nos trabalhos de casa;

– Fazer os trabalhos manuais da escola (e muitas vezes fazemos os trabalhos sozinhas);

– Gastar dinheiro com brinquedos que não precisam;

– Preparar o pequeno almoço, quando eles são perfeitamente capazes de o fazer;

– Fazer piscinas diárias entre casa, escola, música, futebol, ginástica, natação (a maioria das atividades, é porque achamos que é melhor para eles);

– Evitar castigos para eles não ficarem tristes;

– Fazer as vontadinhas todas;

– Dar doces sempre que pedem;

– Deixar que vão mais tarde para a cama;

– Etc..

No fundo, tudo isto faz parte de ser mãe. Acho que às vezes exageramos um bocadinho, por causa do amor que sentimos por eles. Temos de deixar os nossos filhos crescer. Infelizmente não vêm com manual de instruções. Não há fórmulas para educar, e as crianças não são todas iguais. Enfim, temos seguir os nossos instintos, o nosso coração, e esperar que corra tudo bem.

Sweet Kisses

Maria

0