E eu a pensar que os meus filhos eram inocentes…

Finalmente, caiu o dente da frente da minha filha mais nova, que tem seis anos. Já não aguentava mais ver aquele pendente a abanar!

A queda do dito foi na escola, por essa razão, a minha “pequerrucha” só me contou à noite, quando cheguei a casa.  A nossa tradição é deixarmos o dentinho debaixo da almofada, à noite a Fada-dos-Dentes vem recolhê-lo e deixa cinco euros como presente.

O problema é que a minha filha perdeu o dente, e resolveu não me contar esse pequeno pormenor. Quando lhe pedi para o colocar debaixo da almofada, pediu-me para esperar um bocadinho e fechou-se no quarto. Fiquei muito intrigada e fui espreitar… Não é que a malandra estava a construir um dente em papel, para substituir o outro. Já viram isto?!

Tenho que reconhecer que achei piada à falsificação, mas por outro lado, fiquei preocupada com a atitude dela. Expliquei à minha pequena falsificadora, que a atitude estava errada e o que ela estava a fazer era igual a mentir. Disse-lhe ainda, que não ia permitir uma filha mentirosa e que para a próxima ficava de castigo. Não sei se faz parte da idade ou da personalidade… Mas vou ter que estar atenta, se não, quando ela for adolescente estou tramada!

Por outro lado, ao dizer para deixar o dentinho na almofada, e o sapatinho na chaminé, quem é que é a aldrabona aqui? Que moral tenho eu?

Sweet kisses

Maria

(Claro que quando ela acordou estava uma nota de cinco euros debaixo da almofada, parece que a Fada encontrou o dente na escola e deixou uma notinha de euros).

0