Crossfit é só para gente grande

Na semana passada fui experimentar pela primeira vez um treino de crossfit … sim aqueles treinos mega puxados, que andam a pôr toda a gente doida. Dizem que é uma comunidade muito unida e um modo de vida “out of the box”.

Sempre que comentava com alguém que ia experimentar crossfit, sentia um olhar assustado e a palavra de ordem era sempre “Isso é muito puxado. Tu estás em boa forma física?”.

Confesso que senti um nervoso miudinho todo o dia, só se pensar no que me esperava.

Quando lá cheguei o nervoso deixou de ser miudinho e tornou-se gigante! Na garagem improvisada de ginásio, deparei-me com cerca de dez homens, a levantar pesos e arfar como se fossem animais esfomeados… Tranquilizei-me quando percebi que aquela não era a minha aula, mas uma de halterofilismo só para homens.

No meu treino erámos cerca de doze pessoas, a maioria iniciantes. Mulheres? Erámos apenas três!

O treino iniciou-se com corrida na rua. Até aqui estou em casa, pensei eu…

Mas eis que o plano de treino se revela: cinco rondas de repetições de abdominais, pranchas, lombares, saltos para uma caixa, flexões, remadas, eu sei lá mais o quê… burpees, pull ups, squat (os nomes dos exercícios são todos em inglês). Adicionalmente, intercalámos e finalizámos este plano com mais quatrocentos metros de corrida.

No meio destas rondas intermináveis, soltei um desabafo que estes exercícios não eram nada fáceis, ao que o treinador me respondeu: “Se fosse fácil era Zumba”.

Reconheço a importância destes exercícios, mas aconselho a quem se quiser aventurar a fazer alguma preparação física antes e claro a ir com o flow  :) .

 boxjumps

Beijinhos,

Catarina

Etiquetas:
0