Coisas giras para fazer em Madrid com os miúdos

Fomos três dias a Madrid com os nossos rebentos (que se portaram muito bem; é engraçado que estes miúdos só se portam mal em Portugal, se calhar têm receio que os deixemos noutro país).

Decidimos ir de avião, porque comprando as passagens uns meses antes, consegue-se viagens muito mais baratas.

No primeiro dia optámos por passear pela cidade almoçamos na Plaza Mayor, que tem mil explanadas e pratos típicos espanhóis, palmilhámos pela Gran Via, brincámos no Parque do Retiro e no final do dia visitamos o Museu do Prado (a partir das seis da tarde é gratuito).  Quando os miúdos começavam a dar sinais de cansaço apanhávamos o metro.

Como ficámos alojados no Sol, as jantaradas foram nas praças na zona do hotel, em restaurantes mais ou menos acessíveis para a malta portuguesa.

No dia seguinte, o destino foi o Paque Warner, os miúdos adoraram e nós também. Comprámos os bilhetes online e tivemos desconto. Como não tínhamos carro, optámos por ir de metro e autocarro. Na estação do metro basta perguntar como se vai para o parque, que eles entregam um papel com toda a informação. Atenção que o autocarro é de hora a hora.

morar-em-madrid

No último dia da estadia no país de nuestros hermanos, a pedido do nosso filho que é fã do Cristiano Ronaldo, fizemos a Tour ao Estádio Santiago Barnabéu. O valor dos bilhetes são um pouco puxadotes (25 euros por adulto e 18 por criança), mas está muito bem organizado e até eu que não ligo nada a futebol, achei muito excitante. Antes de irmos para o aeroporto, almoçámos na Plaza de Colón.

Num piscar de olhos estávamos de regresso.

Sweet kisses

Maria

0